Geração de Leads no Brasil

Geração de Leads no Brasil
22 de dezembro | Outros | Impactamídia |

As conversões são ações tomadas pelos visitantes nos sites. Elas podem acontecer de diversas maneiras, como fazer uma compra ou solicitar uma demonstração de produto.

A taxa de conversão é o parâmetro mais crucial de um site. Ela justifica desde a qualidade das campanhas de marketing na atração da pessoa certa, até a facilidade no entendimento do site.

Iremos apresentar os resultados que algumas empresas de determinados ramos estão alcançando, e assim obter novos insights sobre pontos de melhoria e planos de ação.

O segmento com a maior taxa de conversão é o de Serviços, com 6,67%: a área de Serviços apresenta as melhores taxas de conversão entre todos os negócios analisados, seguida de perto pelo segmento Educacional.

45% das empresas investem até R$1000 em mídia paga, 23% não fazem nenhum investimento: apesar da grande aceleração dos negócios digitais causada pela pandemia, a maturidade de investimento das empresas brasileiras ainda é baixa. Apenas 31% das empresas dedicam um valor significativo do seu orçamento em anúncios para geração de tráfego.

46% dos acessos vem do Google Orgânico, tornando este o canal com maior representatividade na geração de tráfego: O dado demonstra que estratégias de SEO e Inbound Marketing são as que estão trazendo maior volume de acessos para o site das empresas brasileiras. A Mídia Paga aparece em segundo lugar, com 33,08% dos acessos, tendo o Google Ads como o principal foco dos investimentos.

Mobile já representa 56,48% do volume de acessos nos sites analisados: confirmando as tendências globais apresentadas por outros estudos, a experiência via dispositivos móveis deve ser uma prioridade para as empresas.

Em alguns segmentos específicos, a representatividade do mobile chega a 70%: Isso reforça a importância de pensar uma estratégia de tráfego e conversão responsiva, ou seja, criada para a experiência de acesso nos smartphones.

71% dos visitantes utilizam o Google Chrome como navegador: O Google Chrome é o navegador preferido dos usuários, muito à frente das outras opções disponíveis na web.

54% dos usuários que acessam os sites pesquisados têm idades entre 18 e 34 anos: mais da metade dos acessos nos sites pesquisados foram realizados por usuários entre 18 e 34 anos.

A parcela mais significativa se encontra na faixa etária entre 25 a 34 anos: faixa que reúne pessoas com habilidade para navegar no ambiente digital e maior poder de decisão ou influência no processo de compra.

A Região Sudeste representa 53% dos acessos analisados na base: sem surpresas, o Estado de São Paulo aparece na liderança em número de acessos. A região é a mais ativa online, gerando 33,55% dos acessos de todo o Brasil.

Google Ads: O Google Ads é o canal com maior taxa de conversão, 3,31%: canais de busca paga, como o Google, são baseados na intenção do usuário.

Apesar da maioria dos acessos serem feitos via mobile, a taxa de conversão deste formato de dispositivo é 34% menor que a conversão no desktop: o principal motivo dessa diferença é que o acesso mobile tem uma característica mais exploratória, ou seja, o visitante ainda busca por informações sobre o produto, serviço ou empresa, para considerar suas opções. Muitas vezes, a decisão de compra acaba ficando para os próximos acessos, quando ele retorna pelo desktop para realizar a conversão.

Por fim, esses são os parâmetros da geração de leads no Brasil e a taxa de conversão correspondente. Você ficou com dúvidas? Entre em contato conosco!

Fonte: https://leadster.com.br/panorama-de-geracao-de-leads-no-brasil/

Compartilhe este artigo em suas redes: